quinta-feira, dezembro 28, 2006


Acabou o ano de 2006... e pareceu tão comprido que apetece voltar a sentir algumas coisas: para relembrar, para aprender, para constatar.

Sorrio ao pensar...

...na época em que me apaixonei pelo Manel(*): logo no início de Janeiro durante a Campanha Presidencial pelo Dr. Mário Soares. O desafio, o extâse, a conquista, a novidade, a forma como nos encaixávamos tão bem... Tantas experiências novas!...

... na viagem ao Porto no comboio do MP3 e na amizade do Gui(*)...

... no jantar dos meus 18 anos, numa 6a feira 13(!), com todos vocês que adoro(*) e as surpresas que me fizeram - a cara que me doía de tanto sorrir...

... na saga que eu e o Pacheco (*) concretizamos para organizar a Viagem de Finalistas e nessa grande semana em Lloret: o passeio por Barcelona em que comecei a conhecer mais a Teresa Ratinho (piu!*), o quanto adorei aquelas noites a conversar com o Diogo(*) que não via há tanto tempo...

... no sucesso do Baile de Finalistas - apesar do pé torcido e das muletas, apesar do profundo desprezo pela hipocrisia do Cláudio - lembrar-me do olhar da Maria(*), do Manel, da Margarida(*) e do Filipe(*) à volta da minha mesa e do reconhecimento que fizeram do meu trabalho quando pude dizer que adorei de facto trabalhar para aquelas pessoas...

... no Congresso Nacional da JS em Julho...

... na semana em Milfontes quando comecei a conhecer melhor o doente do Luís (=p*) com quem gosto tanto de partilhar pequenos sorrisos não planeados no fim de um dia cansado...

... no Sudoeste... sim... por ter voltado a ser amiga do João P., eternamente o João do Cambrigde(=p*) - que representou a concretização da "Resolução de Ano Novo" mais difícil que fiz... e porque apesar de haver muita angústia misturada, existiram momentos de alienação e puro gozo - e foi o momento em que o João(*) apareceu, verdadeiramente, na minha vida...

... sorrio e aqueço por dentro ao pensar em todos os momentos bons, sorrisos e abraços, que passei ao lado do João em Agosto e Setembro- a Ericeira e a Galé: porque foram inesquecíveis, porque me fizeram exceder-me, porque mudaram muito o curso da minha vida, porque é uma pessoa muito especial que me orgulho de conhecer... simplesmente porque a paixão que senti me manteve viva e com esperança...

... na Galé também por pessoas como o louco do Brito(*) que precisava receber um beijinho particular também porque foi outra pessoa que comecei a descobrir este ano e de quem gosto muito...

... no nascimento da minha querida prima/sobrinha Joana(*)!...

... na experiência que foi a Metropolis e nos "May I Help You" - naquele jantar de Gala...

... nas minhas praxes na faculdade - a noite de Santana - e tantas tantas pessoas que conheci(*) - O Manel(*), O Zé Diogo(=p*), as meninas alentejanas(=P**) e as meninas madeirenses (=P**), tenho gostado muito de conhecer todos(*)...

... na minha entrada para a alegria e calor da UVD na Patinagem mas especialmente no conforto de estar perto de alguém que me conhece tão bem como a Cristina(*)...

... no meu debate frente à JSD em que me soube tão bem falar - apesar do calor, do ritmo cardíaco acelerado pelo desafio que foi - e no trabalho renovado do meu núcleo (*)...

... no X Encontro Nacional da Juventude em Santo Tirso por me ter feito acreditar no poder dos Jovens e pela maravilhosa companhia - o David (*), a Maria (*) e o Pedro Filipe (*) - por descobrir que ainda tenho 1 amigo semeado no Porto que me faz sorrir, o Pedro(*)...

... e por último, na grandiosa Viagem a Múrcia, em que era a mais velhinha - eu sei - e nos simpáticos "Parolos que Visitaram Múrcia" - a Inês(*), a Rita (*), o Sebastião (*) e a Laura (*)...

Com um ano destes ninguém diria
que estive lesionada e afastada da Patinagem durante 6 meses e que deixei a minha treinadora(*),
nem que baixei a média de candidatura em 1,5 valores com os exames nacionais,
nem que acabei o namoro mais sólido que alguma vez tive depois de o ver morrer em agonia,
nem que assisti (tomara que tivesse apenas assistido!) à separação - e à dor - dos meus pais(**) que me fez mudar de casa,
nem que sofri (será que ainda sofro?) por um sentimento que não pode ser/é/foi correspondido...

Sei que tenho grandes amigos e estou a estudar o que quero e o que me dá gozo e patino pela sensação boa que me dá...

Sempre fui apaixonada. Apaixonada pela vida, pelo que faço, pelas pessoas, pelos lugares... Preciso sentir essa paixão de novo dentro de mim. Ser de novo a Super Cláudia. É a minha Resolução para 2007.

Consegui todas as minhas Resoluções de 2006. Tive um ano meio doce, meio amargo. Mas o bom é que não lhe faltou sabor. Desejo um 2007 que traga mais aromas, mais texturas, mas experiências... QUERO É VIVER!

16 comentários:

margarida disse...

Adoro ler o que escreves... Gosto mesmo muito.
Dentro de mim és sempre a super Cláudia =)
..amo que consigas amar a vida assim! e q te mantenhas apaixonada!
O mais espectacular é que te apaixonas de variadíssimas maneiras, o que mostra q não perdes a oportunidade de te apaixonares nunca!
Talvez agora te apaixones doutra forma ainda...mais madura e longa, que secalhar que puxe mais por ti..(...ainda mais por ti =P)
Amo-te*

Anónimo disse...

só eu é que não levo beijinho! :P

Rui disse...

1 jinho! ;)

Francisco disse...

obrigado pelo beijinho do jantar (ate tive direito a mais 39! ) lala beijinho grande, bora la SUPER CLAUDIA!*
oMaria

Cate disse...

admiro-te por todas essas tuas vontades e paixões, acredita. :)
um beijinho mto grande.*

"Goli disse...

*

Lágrimas nos olhos me causaste.
Momentos incriveis me recordast.
Especial sabes q te tornaste

No fundo eu e tu somos o Ruca a gritar "Tira-me de mim, va; tira-me de mim". U make me smile e és definitivamente insubstituivel.

Sabes a pena q sinto e o quanto gosto de ti
(pois)
So eu e tu sabemos ver o sol nascer*

(aquela falésia vai ter sempre cláudia escrita. Espero q tambem tu vás ficando para sempre)

hortense Matos disse...

Adoro-te filha e invejo-te também pela forma intensa como sabes viver cada momento da tua vida quer sejam bons, quer sejam maus. Desculpa-me por ter contibuído para um dos momentos maus que viveste. Espero e desejo do fundo do coração que o ano de 2007 te traga muitos mais momentos bons e novas paixões. Se calhar também vão haver maus momentos, espero que não ou então que consigas vivê-los menos intensamente pois já tem mais experiência de vida. De qualquer modo estes têm dom de dar mais sabor aos bons momentos. A vida é feita de ambos. Amo-te intensamente

teresa disse...

gosto muito de ti!* :)

Pacheco disse...

*

Um beijinho de volta, de força..! :)

Que este passe bem devagarinho, para se poder aproveitar melhor! ;)

Filipa Costa disse...

Expressas-te da melhor forma possível :) Que tenhas um 2007 óptimo e que tudo o que anseias... atinjas!

E nunca percas essa paixão!

Beijinho!! :) **

coelho_branco disse...

bom ano cláudia :) desejo-te tudo de bom mesmo, mesmo não te conhecendo muito bem, sei que mereces! :)*

T disse...

És especial, sim. E gosto de ti. Fazes imensas coisas. Por mim, por ti, por todos. Sorris. Alentas. E sobretudo constróis. Amas, partilhas. Organizas, discursas. E tudo aquilo que fazes fazes bem. Tens tudo tão bem planeado e racionalizado que às vezes dás raiva. E consegues continuar a dar 100% em tudo o que fazes mesmo quando a vida te prega as maiores rasteiras. Posto isto, a minha pergunta é: Se a tua resolução de ano novo é voltares a ser a Super-Cláudia... Quando é que deixaste de ser, quando é que não foste? É que a sério que não percebi, querida. Vive, mas sorri. Que sem sorrir não vale a pena:)* (e verdade seja dita- tu tens um sorriso encantador:D)

Brito disse...

oh miss cláudia...
super-cláudia...
Chefa, boss (estas acho que tiveram a sua origem em lloret, não foi?)
Diz me uma coisa... Como é que fazes? Como é que consegues ser assim sei lá a "dona do mundo" como é que consegues verbalizar todas as tuas emoções? Não tens dificuldades em nada? Defeitos, também não? Será que és humana? (pronto, super-claudia desculpa...)
Tu não fazes ideia o quanto eu te adimro por seres assim. Como já todos disseram a maior racional e sensata de sempre. Bom, a verdade é que invejo te um bocado...(pronto outro defeito que aposto que não tens e que eu tenho bue...)
Olha só te quero mesmo desejar todo de bom para este novo ano 2007, não tudo de espectacular, o melhor, pode ser? A sério continua forte como tu és, porque não és a unica pessoa que passas por esse tipo de desavenças e já sabes que eu preciso que tu sejas forte para eu poder ser também (vês uma especie de super-heroína, aí está...) Grande Beyji, não pronto vou ser normal. Um grande beijinho e como tu própria disseste os abraços são a melhor coisa que um ser humano tem a capacidade de oferecer...Por isso, um abraço muito bom e cheio de força porque ambos precisamos...

O Rei Raão disse...

também gostei muito de conhecer melhor o doente do Luís em milfontes... e isso deveu-se principalmente a ti, pelo que te estou eternamente grato... =) e desde essas férias tens vindo a ajudar-me nos mais variados momentos a conhecer-me cada vez melhor e isso é a melhor coisa que me podem fazer...e o que é bom é que ao fazê-lo tens-te mostrado também a ti e desde aí que te venho a conhecer, o que também tem sido bastante bom hehe.
penso que sabes (sei que sabes) tudo aquilo que te desejo para 2007 e espero que consigamos ser cada vez mais golfinhos em relação a nós próprios e aos outros!!!

gracias e um grande beijinho (sempre que quiseres um sorriso no fim de um dia diz qualquer coisa...),

O Rei Raão (ou "o doente do Luís" ou "Shrek"...)

P.S.-Se um dia quiseres sorrir e por acaso não souberes como, olha para o céu e procura orion =)

T disse...

desculpa, mas nao posso deixar de dizer: MORRA A CAMPANHA DO MARIO SOARES PERCEBES? Merda de campanha:\ Estragou-me a vida, e ainda queria ser presidente. Desculpa o comment, espero que percebas. lalala *

João P. disse...

Sorrio ao pensar...

... que te deve doer a cara de tanto sorrir e que apesar de sorrir fazer bem, muito provavelmente vais precisar de uma plástica quando fores mais velha...
... na cara que tu deves ter feito quando leste a primeira frase do meu comment...

(Não... agora a sério...)

... que depois de tudo o que te fiz passar ainda te consigo fazer sorrir...
... nas conversas que temos, parecem sempre continuar mesmo depois, quando já não estou contigo...
... no teu sorriso (de lado), que no ano de 2006 não vi tantas vezes e do qual tive saudades...
... que mesmo não sendo eu de muitos elogios, não consigo deixar de te dar mais um...
... ao pensar em ti... *